“Não podemos permitir que a Caixa seja destruída”, Adelaide Santos diretora APCEF/SE

0
89

No retorno do 35° Conecef, a diretora de Relações Institucionais da APCEF/SE fala sobre a pauta de luta aprovada por bancários Caixa

Um total de 328 delegados entre empregados da ativa e aposentados, representaram os trabalhadores da Caixa de todo o País no 35° CONECEF, que aconteceu em São Paulo, nos dias 1 e 2 de agosto.

Os bancários que representaram Sergipe foram a secretária de Formação (Seeb), Helaine Freire, o diretor Administrativo (Seeb), Cláudio Cerqueira e a diretora de Relações Institucionais (APCEF/SE), Adelaide Santos e Ivânia Pereira, presidente do Seeb.

Segundo a diretora de Relações Institucionais da APCEF/SE, Adelaide Santos, o tema principal do Congresso foi a preservação da Caixa enquanto empresa pública que existe para prestar serviço à população brasileira. “Privatizar a Caixa é um absurdo, não tem sentido, e estamos nos mobilizando para que este crime não aconteça. Este é um momento em que os empregados através de suas organizacões, estão se unindo e buscando formas de defender a Caixa e principalmente mostar à população o importante papel da Caixa para o Brasil. Lutar não é crime, não podemos permitir que a Caixa seja destruída”.

Com o lema “Todos contra o retrocesso”, o 35° Conecef reuniu bancários que fizeram e fazem parte da história de luta por importantes conquistas desde as primeiras edições do Congresso, a exemplo da deputada federal Érica Kokai, a ex-presidente da Caixa, Maria Fernanda Coelho e Rita Serrano, representante dos empregados da Caixa no Conselho de Administração da Caixa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here