‘Defesa do Empregado e Caixa 100% pública’ é tema de palestra na APCEF/SE

0
142

Atividade trouxe à Aracaju a deputada federal Érika Kokay e o presidente da Fenae Jair Ferreira

O papel da Caixa enquanto banco público, propulsor do desenvolvimento nacional e o projeto privatista do Governo Federal foram dois assuntos discutidos na palestra ‘Defesa do Empregado e Caixa 100% pública’ que trouxe a Aracaju a deputada federal Érika Kokay (PT/DF) e o presidente da Fenae Jair Ferreira, na manhã deste sábado dia 31 de agosto, na sede da APCEF/SE (Associação do Pessoal da Caixa).

Com bancários da ativa e aposentados da Caixa, a platéia recebeu e vestiu camisas com os dizeres ‘Eu Defendo a Caixa 100% Pública #ACAIXAÉDOPOVO’.

A deputada federal Érika Kokay destacou que a Caixa está relacionada com a vida da esmagadora maioria dos brasileiros por ser um dos principais agentes executores de políticas públicas. “O Brasil sem a Caixa é menos Brasil e o seu povo é menos valorizado, menos acolhido na sua própria humanidade. Se a nossa existência está em risco, somos resistência e seremos resistência da Caixa 100% pública”.

Kokay alertou sobre a amplitude do projeto privatista do Governo Federal. “Tem momentos da história que ela nos chama para que possamos deixar as nossas marcas de humanidade no caminho. Não podemos só estar sentados vendo o que estão fazendo com as nossas vidas e com as nossas empresas públicas. O governo diz que não vai privatizar a Caixa, mas abre licitação para a administração das Lotéricas e proíbe a Caixa de participar da concorrência. A Caixa que é a empresa com mais expertise em loterias do Brasil e talvez uma das que mais tenha conhecimento em loterias no mundo! Estamos vivenciando um processo de privatização que é para além da própria privatização. É uma desnacionalização”.

Caixa e o Brasil

Em sua palestra, o presidente da Fenae, Jair Ferreira tratou da importância de envolver a sociedade na defesa dos bancos públicos. “É preciso explicar para a sociedade a importância que os bancos públicos têm para suas vidas”.

Jair Ferreira citou que os bancos públicos ajudam a regular o mercado financeiro, geram empregos diretos e indiretos através dos financiamentos de longo prazo, executam políticas públicas, sem falar em instrumentos como as Lotéricas, administradas pela Caixa, cujo lucro é destinado para a saúde, seguridade social e políticas públicas.

Focado em Sergipe, Jair Ferreira informou que atualmente existem 199 agências bancárias no Estado, destas, 81% são bancos públicos. “Hoje em Sergipe não existe financiamento imobiliário feito por banco privado, todos foram feitos por bancos públicos e aproximadamente 84% dos financiamentos foram realizados pela Caixa, 10% pelo Banco do Brasil e 5,5% pelo Banese”.

O presidente da Fenae acrescentou que 293 mil famílias sergipanas receberam do Bolsa Família R$ 573 milhões e que através de 414 empreendimentos habitacionais foram construídas 25 mil e 200 casas em Sergipe. “Estamos falando de empregos, de gerar qualidade de vida para a população, estes são os papéis dos bancos públicos. O Brasil vive um momento de muita reflexão que exige da gente muita disciplina e espírito de união. Temos que enxergar a defesa da Caixa no nosso horizonte, de dia e de noite. Sem os bancos públicos para fomentar o desenvolvimento, sem o Banese, a pobreza vai aumentar muito mais em Sergipe”, destacou.

Jair Ferreira parabenizou a iniciativa do vereador Américo de Deus na luta contra a privatização do Banese. O vereador participou da palestra e informou que no dia 1º de outubro a Câmara de Vereadores realizará uma audiência pública em defesa do Banese e da Deso e, em novembro, será realizada uma audiência pública em defesa da Caixa e do Banco do Brasil. O presidente da AEA/SE, Eurípedes Teles também participou da mesa de abertura da palestra e trouxe vários aposentados para a atividade.


Homenagem e Boas-Vindas

Antes dos debates, a APCEF/SE entregou um Certificado de Honra ao Mérito para Érika Kokay e Jair Ferreira pela dedicação de ambos à luta em defesa dos direitos dos bancários. No mesmo evento a APCEF/SE preparou uma recepção e acolhimento para os bancários da Caixa PcD que ingressaram recentemente no banco, a exemplo do recém-bancário Leandro Aguiar que trabalha na agência Princesa da Serra. “Dividir a sala com colegas que têm 30, 20 anos de banco para discutir o futuro da Caixa foi muito bom. O espírito de luta nunca podemos deixar morrer. Para nos, funcionários é importante participar dos eventos, interagir, saber mais sobre o ambiente de trabalho, temos que defender a nossa empresa”, avaliou Leandro.   

O presidente da APCEF/SE, Diogo Melo, tratou sobre a importância da união. “Aqui em Sergipe nós precisamos esquecer nossas diferenças e temos que nos unir em prol de uma causa que não pode ser diferente da Caixa 100% pública e dos direitos dos empregados da Caixa. Então tanto a AGECEF, a AEA, nossos parlamentares, os empregados da Caixa, todos nós temos que estar juntos nesta luta que não é uma luta fácil”.

Confira a palestra completa na FanPage Apcef Sergipe – Clube da Caixa.

Fotos: Márcio Garcez

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here