Assembleia Geral da APCEF/SE acaba amanhã, participe

0
91

Começou no dia 30 de setembro e vai até o dia 02 de outubro, a Assembleia Geral da Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal de Sergipe (APCEF/SE). Em pauta, estão o ajuizamento de ação coletiva alusiva ao “Mulheres 78”; a contratação e outorga de procuração ao escritório de advocacia para ajuizamento de ações e a ratificação do ajuizamento da ação coletiva nº 0011077-03.2019.5.03.0011.

A Assembleia está acontecendo de forma virtual através do site www.apcefse.org.br. Segundo o presidente da APCEF/SE, Diogo Melo, é muito importante a participação dos empregados ativos e aposentados para que as decisões sejam tomadas a partir de votação. “Precisamos que todos entrem e votem para que possamos buscar o melhor para os empregados ativos e aposentados. Queremos corrigir a diferença do tratamento das mulheres, pela FUNCEF, no tocante à aposentadoria proporcional. Os homens recebem no mínimo, 80% do benefício de complemento, mas as mulheres recebem 70% do benefício. Isso é inconstitucional”, afirmou.

Diogo Melo explicou ainda quais ações coletivas que precisam de contratação e outorga de procuração ao escritório de advocacia. “Precisamos do reconhecimento do “Saúde Caixa” como direito contratado e adquirido, além disso, estamos lutando pelos danos morais coletivos e de assédio moral coletivo praticado pela Caixa e negativação do empregado, em lista interna. Está em votação também a ação coletiva que objetive a revisão do ATS e da rubrica salarial 049 para a inclusão das parcelas de complementação salarial e a ação que pede adicional de insalubridade em decorrência da exposição dos empregados Caixa ao Coronavírus”, frisou.

A APCEF/SE pede ainda a ratificação do ajuizamento da ação coletiva nº 0011077-03.2019.5.03.0011. “Estamos visando a cobrança de indenização, em razão de horas extras, pela sonegação da pausa de 10 minutos a cada 50 minutos trabalhados para os caixas do Banco. Vale ressaltar que a aprovação do ajuizamento das ações não gera obrigatoriedade de ajuizamento por parte da APCEF/SE, as mesmas serão estudadas mais profundamente pela jurídico da associação”, pontuou Diogo Melo, presidente da APCEF/SE.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here