Atletas do APCEF/SE Run Club continuam mantendo a forma em tempos de pandemia

0
63

Mesmo com as incertezas em meio à pandemia do coronavírus, atletas da Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal de Sergipe (APCEF/SE) continuam praticando atividade física com auxílio dos treinadores do APCEF/SE RUN CLUB. Aquecimento, caminhada e corrida são as opções encontradas por eles, afinal, vale tudo para minimizar os prejuízos da longa parada nos treinamentos mais intensos.

O educador físico, Everlan Araújo, explicou como tem funcionado os treinos durante a pandemia. “Para que os atletas se mantenham em forma, foi necessário priorizar alguns métodos de treino para minimizar as perdas durante a pandemia. Nosso foco foi um trabalho de força de coordenação  flexibilidade, assim conseguimos priorizar o treino durante a pandemia sem que os  alunos perdessem seu condicionamento,  considerando todas as recomendações de não poder ir para rua, não passar mais de uma hora treinando esse foi o nosso foco para manter os nossos alunos ativos”, esclareceu.

Quem não perdeu o ritmo foi a atleta associada, Hildeci Vilar, que desde os 11 anos pratica atividade física, mas apaixonou-se pelo atletismo quando se associou ao Clube.  Segundo ela, quando a pandemia começou foi muito complicado se adaptar a nova forma de treinar, inclusive chegou a se sentir deprimida por não praticar esporte. “Durante o período de pandemia comecei a me adaptar para não deixar de praticar esporte. Comecei a correr de máscara, pois minha idade está próxima ao grupo de risco, por isso preferi ter cuidado. Tenho buscado participar de corridas virtuais e treinamento dentro do condomínio, mas vejo que com o esporte traz muitas melhorias para o meu corpo e alma”, afirmou.

Durante a entrevista, Hildeci Vilar incentivou outras pessoas a praticarem o esporte. “A corrida é um esporte barato, só depende de você. Você faz avaliação de acordo com sua performance e começa aos poucos. Você que é associado então, a APCEF/SE sempre incentiva tanto na estrutura quanto em professores para que possamos trabalhar. Nesse momento de pandemia as lives do clube de corrida têm sido fundamentais. Parabenizo a toda equipe pelo excelente trabalho feito. Vejo que muitas pessoas que nem praticavam esporte estão praticando com o apoio da APCEF/SE. Tudo é treinamento, basta começar, depois é difícil parar de correr”, incentivou.

O empregado Caixa aposentado, Welington Menezes, que também é atleta APCEF/SE, disse que se iniciou no esporte aos 49 anos por recomendação médica pela necessidade de reduzir massa corporal. Segundo ele, em seis meses conseguiu perder 20kg apenas com atividade física e reeducação alimentar. O atleta reforça que a corrida traz condicionamento físico e melhorias em diversas áreas do corpo. “Welington antes da corrida não tinha consciência corporal que tem hoje, mas com a corrida eu tive um novo estilo de vida, disciplina na alimentação, regularidade nas atividades e acompanhamentos médicos mais regulares. Se na pandemia eu desistisse de treinar, eu estaria abdicando do novo estilo que já venho tendo há 10 anos. No início desse novo tempo eu buscava ir para lugares sem movimento, mas não deixava de praticar, pois via a minha necessidade de praticar atividade e sabia que isso me ajudaria a passar pelo confinamento”, pontuou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here