FGTS: saiba como amortizar financiamento habitacional sem sair de casa

0
46

Se você está querendo amortizar o valor do seu financiamento habitacional, saiba que isto é possível usando o saldo do Fundo de Garantia Por tempo de Serviço (FGTS) e sem sair de casa. Basta acessar o aplicativo Habitação Caixa  da Caixa Econômica Federal ou a página do banco. 

 Além de reduzir o saldo devedor, o mutuário pode até quitar totalmente o débito, caso tenha saldo suficiente na conta do FGTS. A amortização também está disponível por telefone. Basta ligar para 3004-1105 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800-726-0505(demais cidades) e digitar a opção 7. O atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h. 

Segundo a Caixa, o mutuário pode solicitar a amortização do saldo devedor dos financiamentos habitacionais quantas vezes desejar. No entanto, é necessário esperar pelo menos dois anos para repetir a operação no mesmo financiamento. 

Além dos financiamentos do SFH, o FGTS pode ser usado para amortizar o saldo devedor de autofinanciamentos com as cooperativas habitacionais e o Sistema de Consórcio (SCONS) e em programas governamentais destinados à moradia própria do trabalhador, em âmbito federal, estadual ou municipal. 

O saldo do FGTS pode ser consultado através do aplicativo do fundo ou site da Caixa. Caso use o site do banco público, o usuário deve digitar o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF), do Número de Inscrição Social (NIS) ou o e-mail cadastrado e, em seguida, a senha. Caso a tenha perdido, o mutuário pode pedir uma nova senha. Se nunca tiver acessado a página, o trabalhador pode cadastrar uma senha, mas precisará informar o número do título de eleitor. 

“O FGTS tem um papel social fundamental para o desenvolvimento do Brasil e do brasileiro. Até que os recursos não sejam sacados pelos trabalhadores eles são utilizados para financiar políticas de habitação, infraestrutura urbana e saneamento. É por tudo isso que nós defendemos a preservação do fundo e sua capacidade de investimentos em políticas públicas”, defende o presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), Sergio Takemoto. 

Desde que foi criado, em 1966, a habitação é uma das áreas que mais recebe recursos do FGTS. Com o fundo, o governo federal passou a financiar o Sistema Financeiro da Habitação e o Minha Casa Minha Vida, programa de subsídios para habitação popular. 

Saque emergencial

 A Caixa vai liberar até novembro mais quatro lotes de saques emergenciais do FGTS de até R$ 1.045. Nascidos entre os meses de janeiro a agosto já podem sacar o dinheiro de contas ativas e inativas. A Caixa estabeleceu um calendário de pagamento, que teve início no dia 29 de junho, conforme o mês de nascimento do trabalhador. Cerca de 60 milhões de trabalhadores estão aptos a sacar o dinheiro, o que corresponde a  R$ 37,8 bilhões. 

Para receber o Saque Emergencial do FGTS, é preciso estar com os dados cadastrais atualizados. Os trabalhadores que ainda não receberam devem acessar o aplicativo FGTS, complementar os dados cadastrais e solicitar a abertura da conta Poupança Social Digital. A habilitação ao saque emergencial do FGTS poderá ser realizada até o dia 31 de dezembro de 2020. 

A partir da data de crédito dos valores na conta Poupança Social Digital, os recursos podem ser utilizados em transações eletrônicas, e posteriormente, também em data específica, os valores remanescentes ficam disponíveis para saque em espécie ou transferência, sem custo, para outras contas. 

Confira as datas dos próximos pagamentos: 

31 de outubro: nascidos em setembro e outubro

14 de novembro: nascidos em novembro e dezembro

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here