Muita Literatura no Talentos Fenae/APCEF 2019

0
316

Conheça as obras e participe do Júri Popular até dia 21 de Julho

Contos, Crônicas e Poesias que resultaram da inspiração de dez colegas da Caixa estão inscritas na edição 2019 do Concurso Cultural Talentos Fenae/APCEF. A saber, os escritores são Adriano Nery, Bohana, Caroline Evangelista, Déa Canazza, Jane Meneses, Joãozito Almirante, José Barbosa, Lavínia Lima, Rochinha e Yago.
O momento é propício para a leitura destas obras, pois até o dia 21 de julho acontece o Júri Popular Estadual do Concurso e, além de ler, você também pode votar na obra preferida através do Facebook ou por meio do Mundo Caixa. Todos podem participar, sabia?
Poesias, Contos e Crônicas

Na modalidade Contos e Crônicas, Bohana se inscreveu com as obras ‘Bons Valores e Caráter são Adquiridos na Infância’ e ‘Ficar sem o irmão não é bom’. Aposentado da Caixa desde 2015, Carlos Bohana explica que suas obras resultam das conversas com seu neto mais velho, Cauã “A técnica principal é se relacionar com as crianças de igual para igual, sabendo ouvi-las”.

Confira as obras de Bohana no link: https://talentos.fenae.org.br/Detalhe/Literario/6846.
As poesias ‘Rumo e Aprumo’, ‘Eita Sertão!’ junto aos Contos e Crônicas ‘Sais de Banho’ e ‘Extraterrestres’ são as obras literárias de Déa Canazza inscritas no Talentos. “A narrativa de fatos, a criatividade e a colocação de ideias em conjunto formam textos incríveis. Assim munida também de mais um pouco de suspense, para completar. A técnica vem de alguns cursos de escrita, leituras que me ocupam o dia-a-dia”. Acesse o link para ler tudo https://talentos.fenae.org.br/Detalhe/Literario/6976.
‘A Agonia do Rio São Francisco’ e ‘Quem dera’ são as obras escritas por Barbosa. “Penso que esse produto poético está hospedado no meu coração. Agradeço a Deus ter me dado esse dom. Quanto à técnica, tenho sempre buscado e me inspirado nas poesias de Castro Alves, ao meu ver, um gênio natural das poesias no Brasil”. https://talentos.fenae.org.br/Detalhe/Literario/7222.
‘Como o mar’ é o título da poesia de Carol Evan e é trecho de uma composição musical que ela criou, inspirada no casal perfeito: A Lua e o Mar. Confira no link: https://talentos.fenae.org.br/Detalhe/Literario/7010.
Jane Meneses escreveu a poesia ‘Um Amor Maior Que Eu’. “Amo ler e escrever. Busco expressar em palavras os meus sentimentos mais profundos”. Confira: https://talentos.fenae.org.br/Detalhe/Literario/8193.
Com a obra ‘O Auto da Bufa da Galinha Martulina’, João Almirante Reis construiu um texto literário dialogando com o formato de um auto. “Aprecio escrever. Tentar veicular através da imaginação e das palavras sentimentos variados”. Conheça: https://talentos.fenae.org.br/Detalhe/Literario/9367.
‘Âmago’ é uma das poesias inscritas por Adriano Nery no concurso. “A obra fala sobre a vontade do “querer” e a simplicidade de “obter” através do idioma que fala o coração”. Outras obras inscritas são ‘O tempo está se esgotando’ e a poesia ‘Loucura’. Acesse o link para ler: https://talentos.fenae.org.br/Detalhe/Literario/7749.
Rochinha inscreveu Poesia, Contos e Crônicas com os títulos ‘Meu Segredo’, ‘O Feitiço’, ‘O Segredo do Cofre’ e ‘A Fé Não Costuma Falhar’. Sobre a última obra citada, ele comenta: “no dia a dia com colegas de trabalho em empresa pública, sempre nos questionávamos sobre os motivos que nos levaram a prestar concurso para nossa instituição. Ouvi muitas histórias curiosas e resolvi contar a minha”. Conheça as obras de Rochinha https://talentos.fenae.org.br/Detalhe/Literario/8281.
‘Conto Alegórico Cármico’, ‘Teoria sobre calar 153’ e ‘Aniversário da Colega Vanessa’ são os trabalhos produzidos pelo colega Yago. O autor explicou uma de suas obras inspiradas no amor dos colegas Baltazar e Vanessa. “Tentei trabalhar com uma métrica coloquial, próximo do que seria uma redondinha, navegando entre 5 e 7 sílabas poéticas por verso, para conferir ritmo , no mais, rimas simples e uma mensagem arrebatante e reflexiva ao final” https://talentos.fenae.org.br/Detalhe/Literario/7371.
Lavínia Lima é funcionária da Caixa há mais de 15 anos e já participou de outras edições do Talentos Fenae/APCEF. Inspirada pelas angústias e prazeres do nascimento de seu filho, ela escreveu as poesias ‘A Chegada’ e ‘Sobre Sentir’. Outras obras literárias inscritas são os contos ‘A Bicicleta Azul’ e ‘A Franja’. “Adoro participar de todos os eventos proporcionados pela Fenae. Gosto de registrar pequenos momentos, expressar sentimentos em forma de palavras, explorar novas possibilidades e quem sabe, descobrir possíveis talentos”, afirmou. Acesse o link e confira as obras de Lavínia Lima: https://talentos.fenae.org.br/Detalhe/Literario/8599

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here