Às 19h desta quarta-feira (16/12), a representante dos empregados da Caixa no Conselho de Administração, Rita Serrano, vai contar porque o “Futuro da Caixa depende do modelo de Estado”. O bate-papo virtual ao site Reconta Aí será transmitido pelo facebook da Fenae e pelas páginas no facebook RitaSerranoCA, ComiteEmpresasPublicas e RecontaAi.

A conversa virtual será uma oportunidade em que a conselheira vai resgatar a história e fazer uma análise da situação do banco e de seus empregados a partir de 1985, período da chamada redemocratização, até a atualidade, observando as consequências causadas pela pandemia do coronavírus.

Sobre o momento contemporâneo, como consta no trecho do artigo, a conselheira ressalta: “O que ficou claro, para a sociedade, é que se hoje o Estado conta com um banco público do porte da Caixa, que pode ser usado para o crescimento do país ou mesmo em momentos de calamidade pública, como agora, é porque ao longo de muitos governos, incluindo o atual, os empregados, entidades sindicais e associativas, e movimentos organizados empunharam a bandeira da defesa de manutenção do banco público frente às iniciativas de privatização”.

Leia o artigo completo de Rita Serrano no artigo Futuro da Caixa depende de modelo de Estado, que integra o livro A era digital e o trabalho bancário, lançado pelo Sindicato dos Bancários do ABC. 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *