Ampliação do acesso à leitura norteia as ações da campanha do Movimento Solidário no mês das crianças este ano

0
20

Uma criança que lê aprende que o mundo não tem fronteiras: essa é a mensagem que a Campanha do Mês das Crianças do Movimento Solidário traz para este ano que terá início nesta quarta-feira (30). A proposta é mobilizar pessoas que acreditam que através da leitura as crianças do município maranhense de Belágua podem seguir expandindo seus horizontes.

Para captar recursos e ampliar o acesso à leitura nas mais de 27 comunidades atendidas pelo programa de desenvolvimento sustentável da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa (Fenae), a campanha reverterá parte dos valores doados para a adoção de mais três comunidades de Belágua pelo Programa Movimento Solidário.

“Para nós esse é sempre um período muito emocionante. As campanhas do Movimento Solidário de captação de recursos no mês das crianças sempre são, para nós, a oportunidade de rever nossa trajetória, as conquistas que o Programa realizou ao transformar a vida das famílias assistidas, e agora que acabamos de completar 5 anos de atuação em Belágua, temos muitos projetos consolidados, parceiros de longa data, e confiança para seguir expandindo”, comenta a coordenadora do Programa Movimento Solidário, Denise Alencar.

Em face da necessidade de isolamento social imposta pela pandemia do novo coronavírus, viu-se aumento expressivo do hábito da leitura entre os brasileiros.  Números apresentados no 4º Painel do Varejo de Livros no Brasil em 2020 mostraram que, entre 23 de março e 19 de abril, os e-books e vendas on-line de livros físicos aumentaram.

Já a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil registrou que a plataforma Estante Virtual, que reúne sebos e livrarias de todo o país, aumentou suas vendas em 50% em abril, em comparação ao mesmo mês do ano passado. Tal aquecimento no mercado editorial chegou a ser especulado pelo governo federal como oportunidade de aumentar a arrecadação de impostos, taxando mais alto isso que, para muitas crianças brasileiras, pode significar muito mais do que apenas uma mercadoria.

“Nós acreditamos que a atividade da leitura tem muito a acrescentar para o desenvolvimento das comunidades de Belágua. Enriquece a experiência coletiva a partir do acesso ao repertório cultural da humanidade e certamente fará essas crianças refletirem sobre o futuro que estão construindo”, comenta o presidente do Instituto Fenae Transforma, Jair Pedro Ferreira, responsável pela operacionalização do Programa Movimento Solidário.

Se você também acredita que o desenvolvimento sustentável passa pela ampliação do acesso aos bens culturais, existem duas formas de realizar sua doação para o Movimento Solidário: através da transferência de seus pontos na plataforma Mundo Caixa ou através da doação em dinheiro. Para reverter seus pontos para o Movimento Solidário, basta entrar na plataforma Mundo Caixa ou no site https://fenae.org.br/movimentosolidario. Se deseja doar em dinheiro, entre no site do Movimento Solidário ou realize transferência via Pagseguro pelo link.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here