Em noite de confraternização, Apcef/RN define seus finalistas

0
181

A etapa potiguar do Talentos Fenae/Apcef 2019 contou com 114 trabalhos inscritos, divididos em quatro categorias e oito modalidades

A noite de sexta-feira (20) foi animada na Associação do Pessoal da Caixa no Rio Grande do Norte (Apcef/RN) com a realização da seletiva estadual do Talentos Fenae/Apcef. Os empregados da Caixa puderam conferir no palco a aguardada disputa na categoria Música, onde sagraram-se vencedores os associados Francisco Astrogildo Cruz (Interpretação) e Aline Pereira Gurgel (Composição). Os dois talentos vão representar o estado na grande final que acontece em Florianópolis (SC), de 4 a 7 de dezembro. 

Um dado curioso é que esta não é a primeira vez que os dois artistas vão representar o Rio Grande do Norte na final. “Ano passado, na final nacional que aconteceu aqui em Natal, estávamos eu e a Aline, só que nos papéis trocados. Agora estou indo como intérprete. É sempre motivo de orgulho poder representar o estado. A gente só tem a agradecer pela oportunidade de levar um pouco da nossa cultura à nível nacional”, comentou Astrogildo, que interpretou a música Negro Amor. Para ele, a realização do concurso cultural é um importante estímulo para a integração entre os empregados Caixa. “É um evento que une a categoria, fomenta a cultura e descobre os talentos que existem no ambiente da Caixa”. 

Aline Gurgel apresentou para o público sua composição À margem do oposto. Igualmente honrada em poder representar o RN na grande final de dezembro, ela parabenizou a iniciativa Fenae/Apcef. “O festival é uma ação que impulsiona a nós, bancários, a botar para fora nossos talentos, nossas expressões artísticas. Espero que o festival seja cada vez maior e mais próspero”, disse a cantora. Aline também representará o estado na categoria Literatura, tendo conquistado o primeiro e segundo lugar na modalidade Contos e Crônicas. Na poesia o vencedor foi Fernando José de Barros, com o poema “O Reino do bobo”. 

A etapa potiguar do Talentos Fenae/Apcef 2019 contou com 114 trabalhos inscritos, divididos em quatro categorias e oito modalidades. Além dos vencedores de Música (Composição e Interpretação) e Literatura (Conto/Crônica e Poesia), também conquistaram vaga na final nacional a fotografia “Pitanga do Alto”, de Marcos Antônio Fernandes, e o vídeo “Backwater”, de Ana Cláudia Araújo, ambos na categoria Foto e Vídeo; e a tela “Interior”, de Carlos Alberto Oliveira, e o desenho “Plants with zombies”, de Vinícius Fernandes (filho do empregado Hênio Fernandes), vencedores respectivamente nas modalidades Pintura e Desenho Infantil, na categoria Artes Visuais. 

Noite de confraternização 

O clima de confraternização foi a tônica da noite, tanto que alguns associados fora da disputa também passaram pelo palco para mostrar um pouco da sua aptidão artística, como Juliana Menezes, que já foi eleita melhor intérprete nacional no Festival de Talentos 2017 e que neste ano não se inscreveu, participando apenas como jurada. “Esse intercâmbio que o festival proporciona é muito importante, a gente acaba formando uma grande família. Esse não deu para participar, o pessoal estava até perguntando, mas estive aqui no júri e pude dar minha contribuição para escolher o melhor do RN”, contou Juliana. 

Quem também soltou um pouco a voz no palco foi o presidente da Apcef/RN, Omar Medeiros. Para ele, a edição de 2019 agradou bastante. “Essa é a segunda edição do festival sob a minha gestão. A cada ano a gente tenta melhorar em algum ponto. Desta vez foi na apresentação. Tivemos ótimas interpretações no palco. Foi espetacular”, destacou. O presidente da associação também ressaltou o papel transformador que a cultura proporciona ao cotidiano dos trabalhadores do banco. “Todos nós precisamos de qualidade de vida, de exercitar nossos talentos. E este é o momento. Você vê nos participantes a satisfação de ter participado, o sorriso de quem saiu premiado. Proporcionar isso é o mais importante para gente”, afirmou. 

Talentos Fenae/Apcef

O Festival Talentos Fenae/Apcef é o concurso que incentiva e valoriza as expressões artísticas dos empregados da Caixa. Foi criado em 2016, após uma fusão do Música Fenae, que foi ampliado com a criação da modalidade Interpretação e o Circuito Cultural. A participação é aberta a todos os empregados da Caixa (ativos, aposentados e pensionistas), que tenham cadastro no Mundo Caixa, mas somente associados às Apcefs podem concorrer às premiações. 

Confira abaixo os ganhadores do Rio Grande do Norte:

Música

Composição 

1º lugar – Aline Pereira Gurgel, com a música À margem do oposto
2º lugar – Francisco Astrogildo Cruz, com a música Novas Imagens 

Interpretação

1º lugar – Francisco Astrogildo Cruz, com a música Negro Amor
2º lugar – Clecio Franklin de Araújo Santos, com a música Segundo Sol
3º lugar – Aline Pereira Gurgel, com a música O Leãozinho

Artes Visuais

Desenho e Pintura 

1º lugar – Carlos Alberto Oliveira de Moura
2º lugar – Carlos Alberto Oliveira de Moura
3º lugar – Jorge Ricardo Amaral da Costa 

Desenho Infantil           

1º lugar – Hênio Fernandes da Fonseca Tinoco. Criança: Vinícius de Vasconcelos Tinoco
2º lugar – Aline Galhardo Fernandes Spinelli. Criança: Marina Fernandes Spinelli
3º lugar – Patrícia Diniz Santos. Criança: João Lucas Diniz Ferreira da Cruz

Imagem

Filme   

1º lugar – Ana Claudia Araújo de Albuquerque
2º lugar – Ana Claudia Araújo de Albuquerque
3º lugar – Glenn de Brito Cunha

Foto

1º lugar – Marcos Antônio Fernandes da Silva
2º lugar – Jailton Araújo da Silva
3º lugar – Hênio Fernandes da Fonseca TinocoLiteratura

Contos e Crônicas 

1º lugar – Aline Pereira Gurgel
2º lugar – Aline Pereira Gurgel
3º lugar – Fausto de Araújo Neto

Poesia

1º lugar – Fernando Jose de Barros Costa Filho
2º lugar – Jose Antônio da Silva E Souza
3º lugar – Jose Antônio da Silva E Souza

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here