As Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal da região Sudeste (SP, RJ, MG e ES) são reconhecidas por terem estruturas excelentes e por encamparem lutas por melhores condições de trabalho para todos os empregados da Caixa, apoiando as entidades sindicais.  

Entre as Apcefs presentes nos 26 nos estados e no Distrito Federal, a Apcef de São Paulo é a mais antiga de todas, a do Rio de Janeiro com o maior número de associados aposentados, proporcionalmente na região Sudeste, Minas Gerais a que tem o maior número de subsedes e a Apcef do Espírito Santo que evidencia-se pela capacidade de equilibrar o número de associados, empregados da Caixa ativos e aposentados, mantidos mesmo após o período da pandemia.  

Nesse marco de 50 anos de criação da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), que será comemorado no dia 29 de maio, as Apcefs da região Sudeste destacam-se, em seu conjunto, pela capacidade de vínculo social que despertam de forma duradoura e pela credibilidade dos programas e as ações desenvolvidas.  

Para o diretor da Região Sudeste da Fenae, Dionísio Reis Siqueira, essas quatro Apcefs são reconhecidas por suas lutas em defesa dos interesses dos empregados da Caixa, o que as tornam fortes parceiras das maiores bases sindicais da categoria bancária no país.  

Dionísio destaca ainda a contribuição dos associados, sem a qual essa conexão não faria sentido, e as excelentes estruturas das Associações que favorecem o desenvolvimento das ações e dos programas de ajuda mútua do sistema integrado entre a Fenae e a Apcefs. 

A Associação de Pessoal dos Empregados da Caixa Econômica – Apcef/SP – é mais antiga do país. Em 2 de abril, ela completará 114 anos. Leonardo Quadros, presidente da Apcef/SP, lembra que desde a década de 1980 a entidade tem como marca atuar, em conjunto com as demais entidades representativas, na defesa dos direitos e por melhores condições de trabalho dos empregados, sem deixar de lado a promoção da integração dos associados da ativa e aposentados por meio de atividades esportivas, culturais, sociais, recreativas e de lazer.

Para Leonardo Quadros, a Fenae, que possui os mesmos objetivos, tem apoiado estas ações e promovido diversas iniciativas que beneficiam os associados da Apcef/SP, como a Rede do Conhecimento, o Talentos Fenae, os Jogos Nacionais, apoio aos Jogos Regionais do Sudeste e à melhoria da infraestrutura dos espaços das Associações, como o recebido pela Apcef/SP na construção do Hotel-Fazenda de Avaré.

Apcef/RJ é, proporcionalmente, a Associação do Pessoal da Caixa com o maior número de aposentados e pensionistas da Caixa (mais de 50%) no quadro associativo da região Sudeste. Ela chegará aos 83 anos em agosto. Em sua atuação em defesa dos direitos dos empregados Caixa, tem capacidade de mobilizar representações políticas e sindicais na região pela manutenção das conquistas. 

O presidente da Apcef/RJ, Paulo César Matileti ressalta o apoio da Fenae nas obras de revitalização dos vestiários da sede Campestre da Associação, fundamental para a realização da última edição dos Jogos Regionais. Matileti cita ainda o apoio da Fenae nos projetos realizados mais recentemente, com o estímulo à participação dos associados nos cursos da Rede do Conhecimento, que significam investimento nas relações com os associados do RJ.

O apoio da Fenae à tradicional Festa dos Aposentados, ao Dia das Crianças e do Saci são destacados por Matileti possibilita atratividades que mantém associados, seus filhos, aposentados e dependentes sempre em aproximação com as ações do clube. Assim como as ações de solidariedade realizada na região serrana do Rio de Janeiro, que surtiram importante mobilização dos empregados do Estado do Rio. 

Paulo Roberto Damasceno, presidente da Apcef/MG, frisa que a Fenae é, sem dúvida nenhuma, a principal parceira da Apcef/MG e se destaca nos principais eventos para os associados mineiros, como: Churrascão, Festa Junina, Jogos Regionais, Colônia de Férias, Baile Vermelho e Branco e nas comemorações do Dia Nacional do Aposentado, Dia do Saci, Corrida do Pessoal da Caixa.

Damasceno ressalta a contribuição da Federação na ação que questiona a cobrança do IR dos empregados Caixa sobre os valores que estão sendo pagos a título de equacionamento. A geração de energia fotovoltaica só foi possível, diz o gestor, graças ao financiamento feito junto à Fenae. Para Damasceno, ao apoiar tais iniciativas, indiretamente, a Fenae possibilitou que a entidade investisse em outras áreas de interesse da Apcef/MG como: Infraestrutura, Comunicação e Relacionamento.   

Além dos eventos que a Federação promove diretamente, como os Jogos Fenae, Talentos, Nosso Valor, Conecef e Inspira, ela contribui de maneira relevante com o movimento associativo. Isso a distingue das outras federações, afirma Damasceno, no sentido de ajudar as Apcefs de todo país. 

O presidente da Apcef/ES empossado no dia 30/01 para o triênio 2021-2024, Cláudio Agnelo Bastos, vê na relação da Fenae com a Apcef/ES um constante reforço na união dos empregados da Caixa, gerando importante capacidade de congregar. 

Cláudio Bastos diz que percebe a cada realização dos eventos socioculturais, artístico, esportivo e associativo, a identificação de forma marcante dos associados da Apcef/ES. Como exemplo, ele cita os Jogos Regionais, os Jogos da Fenae e o Talentos, que alcançam importantes adesões anualmente no Espírito Santo. 

Dos eventos do calendário anual, Cláudio Bastos explica que a Festa dos Aposentados, Carnaval, São João, Dia do Saci, Colônia de férias e aniversário da Apcef/ES são referências identitárias que ajudam a manter os associados. Patrimônio que, na opinião de Cláudio Bastos, é intangível, ou seja, é um valor difícil de medir. Por isso, a ideia é seguir atuando com o mesmo enfoque desenvolvido na gestão anterior. Atualmente, 50 % do público da Apcef capixaba é de aposentados e pensionistas da Caixa, diz o gestor. 

Edmar Martins André, que está deixando o cargo de presidente da entidade, agradece a diretoria e os funcionários da Fenae pela parceria em todos estes anos. Ele salienta a importância que os eventos patrocinados, em grande parte pela Fenae, representam para os empregados Caixa na região e no País e para o movimento associativo.

Em relação à preservação dos direitos da categoria, Edmar faz referência a ajuda da Fenae na assessoria voltada para as ações judiciais, por meio do escritório de advocacia LBS. Na área de investimentos na infraestrutura do clube da Apcef, o ex-presidente destaca que teve a solicitação de empréstimo atendida pela Fenae para a finalização da construção do centro de convenções da entidade.

Ao realçar os ganhos alcançados pelas Apcefs nos últimos anos por meio dos programas duradouros e estratégicos, a Fenae mostra o nível de comprometimento com os empregados da Caixa. Mais importante do que nunca, no contexto de pandemia, as atividades de qualidade de vida são suporte para os associados e colaboradores.

Ao realizar programas duradouros e estratégicos, antes e no período de pandemia, com objetivo de dar suporte aos trabalhadores para enfrentar as dificuldades com segurança e saúde, essas entidades irmãs focaram seus investimentos para entregar resultados concretos. Assim o fazem melhorando suas infraestruturas para oferecer qualidade de vida aos associados e colaboradores. 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.