Sáb: Troféu Safira Torres de Menezes será na APCEF/SE

0
276

A Associação de Nadadores Master de Sergipe (ANMSE), sob a presidência de Jussier Moreno, marca o início das atividades de 2020 com o lançamento do Troféu SAFIRA TORRES DE MENEZES, a ser disputado no dia 15/02/2020, no Clube da Caixa – APCEF.

O trofeu é uma homenagem  à nadadora Safira Torres de Menezes, que foi filiada por muitos anos a essa Associação e, com 83 anos de idade, ainda propiciava grandes alegrias à natação em Sergipe, dando exemplo de força, perseverança, espírito desportivo e de muita fé.    

TRAJETÓRIA DE SAFIRA TORRES DE MENEZES NA NATAÇÃO E NA VIDA

Safira nasceu em 21/04/1929 e deu suas primeiras braçadas, ainda menina, em sua terra natal, Canhoba, na lagoa formada pelas águas do Rio São Francisco, nos períodos de enchente.

Nadar naquela exuberante lagoa era sua rotina, enquanto criança e adolescente.

Os tempos passaram e, aos 17 anos de idade, Safira casou e passou a morar em Aracaju. Com a vida nova ao lado de seu esposo Eurípedes Teles de Menezes, com quem constituiu uma família numerosa, 14 filhos, Safira deixou para traz os tempos dourados  dos nados na lagoa. Com a dedicação total à família, não sobrava tempo para pensar em esporte.

Passados 19 anos de casamento, perde seu marido em um acidente e sente o mundo desabar. Viúva, agora com 13 filhos, o mais velho com 17 anos e o mais novo com apenas três meses de vida, teve que arranjar forças e passou a conduzir sua família com muito mais trabalho e determinação.

Os filhos cresceram, foram se formando, casando e a família crescendo com a chegada de netos e bisnetos. Com esta evolução, surgia  também em Safira uma especial força, inigualável coragem e a sobrenatural  característica de a todos abraçar, servir e amar.

Safira foi um ser humano muito especial, exemplo de filha, amiga, esposa e de mãe dedicada, sempre presente e exigindo de seus filhos estudo, respeito, disciplina e trabalho.

Já na terceira idade e sempre empenhada em acolher e servir, recebe de seus médicos a orientação para fazer Hidroginástica. Seguindo a recomendação médica, a menina que  abandonara a “Lagoa de Canhoba” se envolve agora nas águas mansas e cristalinas das piscinas, volta a nadar e a sentir a alegria dos tempos de criança. Não tem mais  a energia dos seus primeiros anos de vida mas, ao abraçar e flutuar nas águas, um prazeroso compromisso com a busca de uma vida saudável.

Assim, encara com disciplina, regularidade e alegria as aulas de hidroginástica na Academia Paulo Bedeu, sob a orientação da professora Mônica Sá.

É o início de uma nova vida. A hidroginástica, a piscina, um grupo de colegas de idades próximas e outros bem mais novos, a oportunidade de fazer novos amigos e cultivar antigas amizades.

Ao amanhecer de cada dia, ela já estava entrando na piscina, com sua habitual alegria.

A DESCOBERTA DA FUTURA “VOVÓ DAS ÁGUAS”

O Professor de Natação, Laerte Ferreira, observava que, ao final das aulas de Hidroginástica, Safira Torres sempre nadava por toda a extensão da piscina, indo e voltando. Resolveu, então, incentivá-la a praticar natação. Não foi logo que Safira decidiu ingressar também na natação. Justificou que não conhecia nenhuma técnica e que aprendeu a nadar sozinha quando era criança, na lagoa em sua terra natal. O professou Laerte não desistiu de vê-la participando da natação. Aliou-se  ao professor Márcio Porto e aos netos dela, seus alunos e nadadores, e formaram uma forte corrente que veio a influenciar na decisão de Safira.

O esforço do grupo teve êxito e Safira Torres de Menezes começou a fazer, além da hidroginástica, a natação.  A caminhada foi lenta, bem planejada e com muita objetividade.

 A convite de Professor Márcio Porto, Safira filiou-se à Associação de Nadadores Masters de Sergipe (ANMSE) e participou de varias competições Master de Natação, sempre com o incansável  incentivo do seu treinador, Professor Laerte.

Foram vários os títulos, medalhas e pódios conquistados, fazendo com que Safira Torres de Menezes recebesse o pseudônimo de “A VOVÓ DAS ÁGUAS”, em reportagem especial do jornal CINFORME, edição 1181, de 28 de dezembro de 2005. 

Dentre as competições, é preciso que se destaque o fato de Safira Torres de Menezes, “A VOVÓ DAS ÁGUAS”, haver participado do 38º Campeonato Brasileiro Master, promovido pela Associação Brasileira de Masters de Natação, e a Federação Aquática de Sergipe, na inauguração do “CENTRO ESPORTIVO AQUÁTICO JOSÉ PEIXE”, ocasião em que nadou ao lado da Nadadora número 1 do Brasil, MARIA LENK. Nesse evento, do qual participaram nadadores de 14 estados, Safira Torres de Menezes – “A VOVÓ DAS ÁGUAS ” foi classificada , na Faixa 75, em terceiro lugar nos  “50 metros Nado Livre” e em quarto lugar nos “50 metros Costas”. Além dessa classificação,  mostrou seu carisma e arrancou aplausos do público que lotava o então inaugurado parque aquático. Em entrevista, na ocasião, afirmou: “Adorei ter participado. É importante conhecer e trocar experiência com outros nadadores do País. Foi uma oportunidade inesquecível.”.

É preciso realçar, porém, que SAFIRA TORRES DE MENEZES , “A VOVÓ DAS ÁGUAS” costumava  afirmar que “as melhores medalhas, troféus e pódios conquistados foram seus 14 filhos, que lhe deram netos, bisnetos, noras, genros e muitos amigos”.

“A VOVÓ DAS ÁGUAS”, que era muito sábia e exímia na arte da boa convivência, faleceu em 26 de junho de 2013, aos 84 anos, mas deixou muitas amizades e um legado de amor, trabalho, determinação e espírito desportivo.

A Associação de Nadadores Master de Sergipe (ANMSE), sob a presidência de Jussier Moreno, marca o início das atividades de 2020 com o lançamento do Troféu SAFIRA TORRES DE MENEZES, a ser disputado no dia 15/02/2020, no Clube da Caixa – APCEF.

O troféu é uma homenagem  à nadadora Safira Torres de Menezes, que foi filiada por muitos anos a essa Associação e, com 83 anos de idade, ainda propiciava grandes alegrias à natação em Sergipe, dando exemplo de força, perseverança, espírito desportivo e de muita fé.    

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here