O balancete revelou as variações negativas nas cotas do Novo Plano, menos 1,10%, e Reb, menos 0,63%. Segundo a Fundação, impacto da pandemia no mercado de ações afetou valor de ativos de renda variável marcados a mercado e, com isso, os resultados do segmento.  

O segmento de Renda Fixa, que inclui títulos da dívida pública, alcançou 6,94%, ante meta de 4,18%. A Renda Variável, os Investimentos Estruturados e Investimentos Imobiliários ficaram abaixo da meta. Como esperado, as operações com participantes – modalidade dos empréstimos como o Credplan – renderam 7,01%. O que explica, juntamente com a supressão da margem consignável, a indignação dos participantes em relação a taxa de juros altíssima e a restrição da margem consignável. (Saiba mais)  

Reg/Replan Saldado e Não Saldado superaram a meta graças ao ganho de 24,45% do Fundo Carteira Ativa II, onde se contabiliza a participação na Vale S.A. Espera-se, em relação a essa Companhia, ganho significativo até o final do ano. 

Contencioso 

Em agosto de 2020 a perda provável do contencioso foi contabilizada em R$ 1,038 bilhão. Desse total, R$ 827 milhões são do grupo previdencial, onde se registram possíveis perdas decorrentes de demandas do participante contra a patrocinadora Caixa, que resultam em elevação no valor do benefício sem o aporte da respectiva reserva. 

O valor da perda possível, que é mencionado em relatório, mas sem provisão obrigatória, alcançou R$ 4,5 bilhões, crescimento de 26,7% em relação a dezembro de 2019. 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.